Um Curso
em Milagres

Edição online autorizada
Livro de Exercícios

LIÇÃO 37

A minha santidade abençoa o mundo.

1. 1Essa ideia contém o primeiro vislumbre da tua verdadeira função no mundo ou da razão pela qual estás aqui. 2O teu propósito é ver o mundo através da tua própria santidade. 3Assim, tu e o mundo são abençoados juntos. 4Ninguém perde, nada é tirado de ninguém; todos ganham através da tua visão santa. 5Ela significa o fim do sacrifício, pois oferece a cada um tudo o que lhe é devido. 6E todas as coisas lhe são devidas porque esse é o direito que recebeu ao nascer como um Filho de Deus.

2. 1Não há nenhum outro modo no qual a ideia de sacrifício possa ser removida do pensamento do mundo. 2Qualquer outro modo de ver inevitavelmente exigirá pagamento de alguém ou de alguma coisa. 3Como resultado, aquele que percebe perderá. 4E nem sequer terá alguma ideia da razão pela qual está perdendo. 5E, no entanto, é através da tua visão que a integridade do outro é restituída à sua consciência. 6A tua santidade abençoa a ele não lhe pedindo nada. 7Aqueles que se veem íntegros não fazem exigências.

3. 1A tua santidade é a salvação do mundo. 2Ela te permite ensinar ao mundo que tu e ele são um só, não através de sermões ou de explicações, mas meramente através do teu quieto reconhecimento de que, na tua santidade, todas as coisas são abençoadas junto contigo.

4. 1Hoje, os quatro períodos mais longos de exercícios, cada um envolvendo de três a cinco minutos de prática, têm início com a repetição da ideia para o dia de hoje, seguida de mais ou menos um minuto no qual olhas ao teu redor enquanto aplicas a ideia a qualquer coisa que vês:

2A minha santidade abençoa esta cadeira.
3A minha santidade abençoa aquela janela.
4A minha santidade abençoa este corpo.

5Em seguida, fecha os olhos e aplica a ideia a qualquer pessoa que te ocorra, usando o seu nome e dizendo:

6A minha santidade o(a) abençoa, [nome].

5. 1Podes continuar o período de prática com os olhos fechados; podes abrir os olhos novamente e aplicar a ideia para o dia de hoje ao teu mundo exterior, se assim o desejares; podes alternar aplicando a ideia ao que vês à tua volta e àqueles que estão nos teus pensamentos, ou podes usar qualquer combinação dessas duas fases de aplicação que preferires. 2O período de prática deve ser concluído com uma repetição da ideia, com os olhos fechados, imediatamente seguida de outra repetição com os olhos abertos.

6. 1Os exercícios mais curtos consistem em repetir a ideia tão frequentemente quanto puderes. 2É particularmente útil aplicá-la em silêncio a qualquer pessoa que encontrares, usando o seu nome ao fazê-lo. 3É essencial usar a ideia se alguém parece causar-te uma reação adversa. 4Oferece-lhe a bênção da tua santidade imediatamente para que possas aprender a mantê-la na tua própria consciência.