Um Curso
em Milagres

Edição online autorizada
Livro de Exercícios

LIÇÃO 65

A minha única função é a que Deus me deu.

1. 1A ideia para hoje reafirma o teu compromisso com a salvação. 2Também te recorda de que não tens nenhuma outra função senão essa. 3Esses dois pensamentos são obviamente necessários para um compromisso total. 4A salvação não pode ser o teu único propósito enquanto ainda nutrires outros. 5A aceitação total da salvação como tua única função necessariamente envolve duas fases: o reconhecimento da salvação como tua função e o abandono de todas as outras metas que inventaste para ti mesmo.

2. 1Esse é o único caminho para assumires o teu lugar de direito entre os salvadores do mundo. 2Esse é o único caminho para poderes dizer com real intenção: “A minha única função é a que Deus me deu”. 3Esse é o único caminho no qual podes achar paz para tua mente.

3. 1Hoje e nos próximos dias, reserva de dez a quinze minutos para um período de prática mais prolongado, durante o qual tentarás compreender e aceitar o que a ideia para o dia realmente significa. 2A ideia de hoje oferece uma saída para todas as dificuldades que percebes. 3Ela coloca em tuas próprias mãos a chave da porta da paz, que fechaste para ti mesmo. 4Ela te dá a resposta para tudo o que tens procurado desde o início dos tempos.

4. 1Se possível, tenta empreender os períodos diários prolongados de prática mais ou menos no mesmo horário a cada dia. 2Tenta também determinar esse horário com antecedência e segui-lo na medida do possível. 3O propósito disso é o de organizar o teu dia de modo a reservar tempo para Deus, assim como para tantos outros propósitos e metas triviais que perseguirás. 4Isso faz parte do treinamento de longo alcance necessário para disciplinar a tua mente, a fim de que o Espírito Santo possa usá-la de modo constante no propósito que Ele compartilha contigo.

5. 1Ao começar o período de prática mais longo, revisa a ideia para o dia. 2Em seguida, fecha os olhos, repete a ideia para ti mesmo mais uma vez e vigia com cuidado a tua mente para captar quaisquer pensamentos que passem por ela. 3Inicialmente, não tentes concentrar-te apenas nos pensamentos relacionados com a ideia para o dia. 4Em vez disso, tenta descobrir cada pensamento que surgir para interferir. 5Nota cada um à medida que vem a ti, com o menor envolvimento ou preocupação possível, descartando cada um com estas palavras para ti mesmo:

6Este pensamento reflete uma meta que está me impedindo de aceitar a minha única função.

6. 1Depois de algum tempo, passará a ser mais difícil achar pensamentos que interfiram. 2Todavia, tenta continuar por mais ou menos um minuto, procurando captar alguns dos pensamentos vãos que escaparam à tua atenção antes, sem contudo tensionar-te ou esforçar-te indevidamente ao fazê-lo. 3Em seguida, dize a ti mesmo:

4Que a minha verdadeira função seja escrita para mim neste espaço em branco.

5Não é preciso usar exatamente essas palavras, mas tenta ter a sensação de estar disposto a deixar que as tuas ilusões de propósito sejam substituídas pela verdade.

7. 1Finalmente, repete a ideia para o dia de hoje mais uma vez e dedica o resto do período de prática à tentativa de concentrar-te na importância que ela tem para ti, no alívio que a sua aceitação te trará ao resolver os teus conflitos de uma vez por todas, e no quanto realmente queres a salvação, apesar das tuas próprias ideias tolas em contrário.

8. 1Nos períodos de prática mais curtos, que devem ser empreendidos pelo menos uma vez por hora, usa esta forma ao aplicar a ideia de hoje:

2A minha única função é a que Deus me deu. 3Eu não quero e não tenho nenhuma outra.

4Algumas vezes fecha os olhos ao praticar isso e algumas vezes fica de olhos abertos e olha à tua volta. 5É o que vês agora que será totalmente mudado quando aceitares por completo a ideia de hoje.