Um Curso
em Milagres

Edição online autorizada
Livro de Exercícios

LIÇÃO 191

Eu sou o próprio Filho santo de Deus.

1. 1Eis a declaração da tua liberação da prisão do mundo. 2E aqui o mundo todo também é liberado. 3Não vês o que fizeste quando deste ao mundo o papel de carcereiro do Filho de Deus. 4O que mais ele poderia ser, senão perverso e temeroso, cheio de medo das sombras, punitivo e selvagem, irracional, cego e insano de ódio?

2. 1O que fizeste para que esse fosse o teu mundo? 2O que fizeste para que seja isso o que vês? 3Nega a tua própria Identidade e isso é o que resta. 4Olhas para o caos e declaras que ele é o que tu és. 5Nada do que vês deixa de testemunhar isso a ti. 6Não há sons que não falem da tua fragilidade, interna e externa, não há ar que respires que não pareça aproximar-te da morte, não tens esperança alguma que não se dissolva em lágrimas.

3. 1Nega a tua própria Identidade e não escaparás da loucura que induziu a esse pensamento estranho, antinatural e fantasmagórico que escarnece da criação e ri de Deus. 2Nega a tua própria Identidade e estarás investindo sozinho contra o universo, sem um amigo, uma diminuta partícula de pó contra as legiões dos teus inimigos. 3Nega a tua própria Identidade e olharás para o mal, o pecado e a morte; observarás o desespero arrancar das tuas mãos toda migalha de esperança, nada te deixando a não ser o desejo de morrer.

4. 1No entanto, o que é isso, senão um jogo teu em que a Identidade pode ser negada? 2Tu és como Deus te criou. 3É loucura acreditar em qualquer outra coisa além disso. 4Através desse único pensamento, todos são libertados. 5Através dessa única verdade, todas as ilusões desaparecem. 6Através desse único fato, a impecabilidade é proclamada como parte de tudo para sempre, o núcleo central da existência de tudo e a garantia de imortalidade para todas as coisas.

5. 1Mas deixa que a ideia de hoje encontre um lugar entre os teus pensamentos e terás erguido a ti mesmo além do mundo e de todos os pensamentos mundanos que o mantêm prisioneiro. 2E desse lugar de segurança e liberdade, voltarás e o libertarás. 3Pois aquele que pode aceitar a sua verdadeira Identidade está verdadeiramente salvo. 4E a sua salvação é a dádiva que ele dá a todos, em reconhecimento para com Aquele Que indicou o caminho para a felicidade que mudou toda a sua perspectiva do mundo.

6. 1Um pensamento santo como este e tu estás livre: tu és o próprio Filho santo de Deus. 2E com esse santo pensamento também aprendes que libertaste o mundo. 3Não é preciso usá-lo com crueldade, para então perceber nele essa selvagem necessidade. 4Tu o libertas da tua própria prisão. 5Não verás uma imagem devastadora de ti mesmo andando aterrorizada por um mundo que se contorce em agonia porque os teus medos depositaram a marca da morte no seu coração.

7. 1Alegra-te, hoje, por ser tão fácil desfazer o inferno. 2É preciso apenas dizer a ti mesmo:

3Eu sou o próprio Filho santo de Deus. 4Não posso sofrer, não posso sentir dor; não posso sofrer nenhuma perda e nem fracassar em fazer tudo o que a salvação pede.

5E com esse pensamento tudo o que olhas muda totalmente.

8. 1Um milagre iluminou todas as antigas e escuras cavernas onde os ritos da morte ecoaram desde o início dos tempos. 2Pois o tempo perdeu o controle que tinha sobre o mundo. 3O Filho de Deus veio em glória para redimir os perdidos, salvar os impotentes e dar ao mundo a dádiva do seu perdão. 4Quem poderia ver o mundo como se fosse escuro e cheio de pecado quando o Filho de Deus veio novamente para enfim libertá-lo?

9. 1Tu, que te percebes fraco e frágil, com esperanças inúteis e sonhos devastados; tu, que nasceste apenas para morrer, chorar e sofrer dor, ouve isto: a ti todo o poder é dado na terra e no Céu. 2Nada é impossível para ti. 3Jogas o jogo da morte, como se fosses impotente, miseravelmente atado à dissolução em um mundo que não te demonstra nenhuma misericórdia. 4Mas, quando fores misericordioso para com ele, a sua misericórdia brilhará sobre ti.

10. 1Então, deixa o Filho de Deus despertar do seu sono e abrindo os seus olhos santos voltar mais uma vez para abençoar o mundo que fez. 2O mundo começou no erro, mas terminará no reflexo da sua própria santidade. 3E ele não mais dormirá e nem sonhará com a morte. 4Então, une-te a mim hoje. 5A tua glória é a luz que salva o mundo. 6Não detenhas a salvação por mais tempo. 7Olha o mundo à tua volta e vê o sofrimento que está lá. 8O teu coração não está disposto a trazer o descanso aos teus irmãos fatigados?

11. 1Eles terão que esperar pela tua própria liberação. 2Ficam acorrentados até que sejas livre. 3Não conseguirão ver a misericórdia do mundo enquanto tu não a achares em ti mesmo. 4Eles sofrerão dor até que negues o seu domínio sobre ti. 5Morrerão até que aceites a tua própria vida eterna. 6Tu és o próprio Filho santo de Deus. 7Lembra-te disso e o mundo inteiro será livre. 8Lembra-te disso e a terra e o Céu serão um só.